Atacadistas comemoram injeção de 42Bi do FGTS. Liberação do FGTS deve impulsionar compras e movimentar o setor do atacado

Recursos devem ser usados principalmente para pequeno consumo

Redes atacadistas estão comemorando a injeção de R$ 42 bilhões das contas de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), que começou a ser distribuído aos correntistas em setembro passado.

Os saques são no valor de R$ 500 por conta e devem ser direcionados para compras de consumo imediato e pagamentos de dívidas menores.

De acordo com pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), dessa primeira semana de outubro, uma em cada três pessoas pretende usar esse dinheiro para fazer compras menores, como a compra do mês para a casa, porém mais incrementada.

Atacadistas comemoram injeção de 42Bi do FGTS

Como os atacados atendem comumente a famílias em suas compras mensais e também a pequenos comerciantes, o impacto positivo nesse setor está sendo significativo.

De acordo com o gerente regional da rede AKKÍ Atacadista, Edgar Pimenta, “este é um bom momento para as vendas e para o negócio.

Para muitos de nossos fregueses, o saque deste benefício significa um maior fôlego financeiro na hora de ir ao supermercado.

Percebemos maior número de clientes preocupados em realizar a compra do mês com a bonificação”, destaca.

Atacadistas comemoram injeção de 42Bi do FGTS

Luciano Santos de Santana, um dos clientes doAKKÍ Atacadista, é proprietário há um ano e meio do Mercado Leão, que fica no bairro de Paraisópolis.

Ele acredita que a liberação do FGTS renderá maior economia para o seu negócio.

Meus clientes estão comprando mais, fazendo com que o meu faturamento final suba em 25% a 30%.

Isso eu vou reinvestir para incrementar o meu estoque, o que vai me
trazer maior economia.

O montante total será muito dinheiro liberado e é claro que isso, ao fim, terá um grande impacto positivo na economia em geral”, ponderou o comerciante.

Atacadistas comemoram injeção de 42Bi do FGTS

Como o valor por saque de cada conta não é alto, o dinheiro deve ir mesmo para as necessidades mais básicas e não para “investimentos” maiores, ou seja, o orçamento doméstico do brasileiro ganhará um alívio.

Isso vai incrementar o que o “atacarejo” tem de melhor a oferecer, que é a compra de produtos em menor quantidade, porém com o preço igual de
atacado.

Mesmo que o trabalhador use o dinheiro para quitar dívidas, o setor ainda sai ganhando.

Com o alívio nas contas, a tendência é gastar mais com as compras de alimentos e bebidas, inclusive optando por marcas melhores e mais caras.

Atacadistas comemoram injeção de 42Bi do FGTS

Especialistas da FGV acreditam que como esse dinheiro é inesperado, a entrada dele na economia abre grande possibilidade para o incremento das compras de casa.

Isso vai se refletir positivamente no setor atacadista.

Cerca de 58% dos empresários de atacadistas estão confiantes que esse recurso representa um incentivo ao setor.

Os atacados

Em uma das pontas desse “plus” na economia está o consumidor que tem como incrementar suas compras e na outra ponta estão as empresas atacadistas que, com mais investimento à vista por parte de seus clientes diretos, também ganham um fôlego.

Muitas delas estudam ampliar suas compras, diminuindo demissões e colocando novos projetos em prática.

O primeiro saque do FGTS foi feito em 13 de setembro passado para os trabalhadores nascidos entre janeiro e abril.

Atacadistas comemoram injeção de 42Bi do FGTS

www.akkiatacadista.com.br

Horários de funcionamento:
Segunda a Sábado das 07h às 22h | Domingo das 07h30 às 18h

Lojas em São Paulo:

Aricanduva – Avenida Aricanduva, 8095 – Jardim São José

João Dias – Estr. de Itapecerica, 160 – Vila das Belezas

Socorro – Av. Atlântica, 707 – Socorro

Teotônio Vilela – Av. Sen. Teotônio Vilela, 4187 – Pq Alto do Rio Bonito

Grajaú – Av. Dona Belmira Marin, 4225 – Grajaú

Leia ainda TPA Empreendimentos promove campanha e oferece imóveis com até R$ 160 mil de desconto no Centro de São Paulo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here