O papel da mulher como protagonista na história é recente. Ao longo de milénios, o sexo feminino foi relegado a segundo plano, sem voz ativa, sem ações reconhecidas.

Salvo uma heroína lá, outra acolá, são poucos os nomes femininos que percorreram a linha do tempo e ultrapassaram barreiras históricas. Mas há exemplos, como Cleópatra (rainha do Egito), Marquesa de Santos (amante de D. Pedro I) e Rainha Vitória (condutora do Império Britânico no século XIX).  Esses são apenas alguns nomes, e a lista não é pequena, mas tampouco pode ser comparada com a extensa relação do sexo masculino.

Os séculos XIX e XX, no entanto, viram uma mudança sem tamanho no papel da mulher na sociedade. Ainda que de maneira tímida, e ao peso de muitas lutas, a mulher começou a abocanhar seu espaço. Nos últimos 100 anos, sobretudo, conquistou seu protagonismo na história. Ainda há muito para se alcançar, sem dúvida. Mas neste 8 de março de 2019, há muito para se comemorar.

Histórias de sucesso não faltam. É o caso da empresária Rosana Marques que, há 25 anos, fundou a Ouseuse, uma das maiores empresas de moda íntima do polo mineiro do setor (Juruaia). O fato de ser mulher nunca a intimidou, mas obstáculos sempre existiram. “Conquistei o respeito e a admiração de todas as pessoas com as quais me relacionei nesses 25 anos. Nunca passei por constrangimentos por conta de ser mulher, mas, sem dúvida, é preciso saber se impor em certos momentos”, comenta a empresária.

Protagonista de sua própria história, Rosana Marques conquistou prêmios e o reconhecimento por sua atuação empresarial. Atualmente, é presidente da Câmara da Mulher Empreendedora de Juruaia (CME) e Diretora Financeira do Conselho Nacional da Mulher Empreendedora (CNME). Participa ativamente do Grupo Mulheres do Brasil, um movimento político, mas suprapartidário, para fazer do Brasil um país melhor para se viver.

Também angariou prêmios importantes em sua carreira, como a indicação ao Prêmio Claudia 2013 – Categoria Negócios (Editora Abril) e o Prêmio Potencial de Exportação da ONU, quando tornou-se finalista do Prêmio Empretec Women 2018, instituído pela ONU.  “São muitas as conquistas e tenho muito a agradecer. E digo sempre: toda mulher pode ser dona de seu próprio destino. Pois somos capazes de grandes feitos e mudar os rumos da história”, complementa Rosana.

8 de março de 2019

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, a Ouseuse, recebeu suas clientes com um café mineiro. “Pão de queijo, bolo de fubá e cafezinho quentinho serão oferecidos juntos a um bom bate-papo mineiro. É uma ótima maneira de homenagear as mulheres e comemorar a data em grande estilo”, comenta Lúcia Corrêa, diretora de marketing da marca.

Outra homenagem da Ouseuse às mulheres foi feita por meio de suas colaboradoras, que é grande maioria na empresa. Durante todo o mês de março, a marca irá postar fotos com a hashtag #MulheresOuseuse, e evidenciar a qualidade mais forte de cada uma de suas 70 “almas femininas”. “Afinal, nada mais natural homenagear as mulheres que estão ao nosso lado e reconhecer a competência e a dedicação de cada uma delas”, finaliza Rosana Marques.

Artigo anteriorEncontro da “Alcione do Sertanejo” com a verdadeira Marrom
Proximo artigoAtor Danny Arroyo brilha em Hollywood
Sula Costa
Sula Costa nasceu em Anápolis, GO. Formou-se em Publicidade, Marketing e Jornalismo. Em NY, trabalhou com produtoras cinematográficas internacionais, Organizações de Instituto de Pesquisa em Preservação do Meio ambiente na ONU. Estudou produção de TV na Califórnia , designer gráfico e fotografia em NY. Trabalhou em projetos de restauração,construção e intervenção, planejamento culturais para o Brasil . Cobriu os principais eventos econômicos do Brasil em New York; trabalhou como correspondente internacional para o jornalista Gilberto Amaral. É Diretora Executiva da Costa Consulting,, empresa de consultoria e fomento cultural em Brasilia e, World Art Show em Sao Paulo, empresa que apoia a arte visual do Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here