Expoflora confeiteiros criam doces inspirados em flores. No Parque de Flores e Sabores da Expoflora a gastronomia exerce uma forte atração aos visitantes.

Por isso, os chefs dos restaurantes e confeitarias instalados no evento criaram, entre outros doces, a tulipa de chocolate. O evento acontece de 30 de agosto a 29 de setembro, de sexta a domingo, das 9h às 19h, em Holambra, localizada a 140 km de São Paulo.

Flores de Holambra

Não apenas as flores de Holambra atraem os mais de 300 mil turistas ao evento, todos os anos. A gastronomia holandesa, também. Por isso, os chefes das confeitarias e restaurantes instalados no parque sempre oferecem sugestões “de encher os olhos e de dar água na boca”.

Este ano, as flores também serviram de inspiração para os doces que podem ser saboreados como sobremesa, ou acompanhados por um delicioso cafezinho enquanto o visitante contempla o parque nas confeitarias ou sentado nas mesas sob a sombra das árvores.

Chefs confeiteiros criam doces inspirados em flores
Tulipa de chocolate

O chef Pablo Schoenmaker, do Casa Bela Restaurante apresenta a “Tulipa de chocolate”.

Trata-se de um doce de chocolate com creme de avelã com flocos de arroz e de baunilha no formato da flor símbolo da Holanda.

Outras novidades do Casa Bela são o pavê de stroopwaffel e as novas versões do poffertjes (fofinhos) com cobertura de requeijão cremoso com goiabada e, na opção salgada, com requeijão cremoso e bacon crispy.

Tradicionalmente, essa espécie de panquequinha feita em frigideira especial com pequenas cavidades de cerca de 3 cm de diâmetro para dar o formato ideal ao doce, é servida com manteiga e açúcar (tradicional) ou com morango e chantilly.

Chefs confeiteiros criam doces inspirados em flores
Pavê de stroopwaffel
Chefs confeiteiros criam doces inspirados em flores
Poffertjes com bacon

A curiosidade é que esse doce vendido nas ruas das principais cidades da Holanda desde século XVIII, é, na verdade, francês.  Na época de Napoleão, com a escassez de farinha de trigo e sobra de trigo sarraceno, as freiras começaram a experimentar receitas alternativas para a produção de hóstias, dando origem ao poffertjes.

Com o passar do tempo a França esqueceu essa delícia e a Holanda acabou ficando famosa por seus “fofinhos”.

Chefs confeiteiros criam doces inspirados em flores
Poffertjes com goiabada

O chef Frank Martin Gerritsen, da Confeitaria Martin Holandesa criou, este ano, o “Schuim gebak” (merengue holandês), uma base de suspiro recheado com creme de baunilha, frutas, geleia de brilho e chantilly.

Para o restaurante Pannekoek, Frank Gerritsen elaborou o “Kipsatê”, um filet de frango ao molho satê (à base de amendoim, pimenta, leite de coco e molho de soja) servido com arroz típico holandês e batatas fritas.

Chefs confeiteiros criam doces inspirados em flores
Schuim gebak

Novidades

A Confeitaria Doce de Rosas também traz novidades: o “Kersen strudel”, uma tradicional massa holandesa recheada com geleia de cereja.

E a Oma Beppi introduziu mais dois recheios ao stroopwafel – café e abacaxi com gengibre . O recheio tradicional é o caramelo, mas há anos a própria Oma Beppi já criou a bolacha com recheio também de chocolate. Conta-se que o stroopwafel originou-se na cidade de Gouda, na Holanda, única a produzi-lo até 1870.

Teria sido criado pelo padeiro Geraldo Kamphuisen, em 1810, com as sobras de diversas bolachas da produção (migalhas) adoçadas com um caramelo.

Leia também Dicas de como utilizar o brinco Ear Cuff

9 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here