Exposição “Múltiplas faces dos mesmos seres”

A exposição Múltiplas faces dos mesmos seres apresenta a produção recente da poética de Milton Blaser especialmente as séries “Seresbrasileiros  Seressurreais”  e  “Memória sem dor”  que se unem, se entrelaçam e procuram

0
71
Milton Blaser -namidia-foto divulgação

MILTON BLASER – PROJETO DA EXPOSIÇÃO SENAC JABAQUARA

Abertura: 6/3/18 – 19h

Título:   Múltiplas faces dos mesmos seres

 A exposição Múltiplas faces dos mesmos seres apresenta a produção recente da poética de Milton Blaser especialmente as séries “Seresbrasileiros  Seressurreais”  e  “Memória sem dor”  que se unem, se entrelaçam e procuram

Construir e desconstruir – as idéias

Unir e desunir – as memórias

Explorar e ressignificar – as formas

Na série  “Seresbrasileiros  Seressurreais”  Milton Blaser trabalha com uma questão que o angustia muito: o Brasil é um país com tantas contradições sociais.

País com tantos problemas que se repetem e que vão e voltam. Enfim, o Brasil é realmente um país surreal.

Vivemos aqui inacreditavelmente de forma surreal.  Logo, somente sendo seres surreais para viver num país surreal.

O artista atuou trabalhou no suporte que habitualmente emprega – o papel – com carvão sobre acrílica.

Exposição "Múltiplas faces dos mesmos seres"

Eventualmente valendo-se de bastão a óleo na representação pictórica de 12 pessoas reais.

Na série “Memória sem dor” Blaser trabalha com colagem em papel,  spray e imagens fotográficas antigas com aplicação de ecoline.

Neste trabalho estabelece novas relações imagéticas contemporâneas.

Resgatando memórias até então ocultas de seu próprio círculo familiar: uma mulher que se deixava fotografar em locais e passeios públicos, ares de felicidade e prazer, alegria no rosto…

O resgate temporal desta memória fotográfica e emocional traduziu-se na realização desta série.

Série onde se  visualiza um encanto e uma ingenuidade verdadeiras nestas imagens pb  de 1948,  agora apropriadas e trazidas para a contemporaneidade de um outro momento.

Exposição "Múltiplas faces dos mesmos seres"

O momento do artista

A produção de Milton Blaser também contempla pinturas em acrílica sobre papel .

Pinturas onde trabalhou com os processos das relações cromáticas, das abstrações e das formas geométricas, construindo e estabelecendo novas relações de cores, ritmos e planos.

Com o papel como suporte, buscou a construção de novos planos imagéticos através da materialidade da pintura refletindo as contradições e as harmonias do seu processo.

Leia também: Verniz inaugura novo espaço nos Jardins

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here