DESEJA VENDER OU ALUGAR SEU IMÓVEL O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL? CONHEÇA OS SERVIÇOS DE Home Staging: Irmãos à obra à brasileira

A prática do “home staging” (em tradução livre, cenário doméstico) surgiu nos Estados Unidos na década de 70 e ainda hoje é um recurso bastante utilizado para acelerar a venda ou a locação de um imóvel.

As duas maiores vantagens de aplicar o home staging são a rapidez no tempo de venda e o valor agregado ao imóvel.

No Brasil, essa prática ainda não é muito difundida, mas já existem empresas especializadas nesse novo negócio, provando que a interferência de um profissional de design de interiores – ou de arquitetura – e uma boa produção fotográfica impactam na visão afetiva dos compradores, que vão enxergar um lar (home) e não apenas pisos e paredes de uma edificação.

Um exemplo disso podemos ver no programa “Irmãos à obra: compra e venda”, em que os irmãos Scott transformam os interiores das casas para que elas sejam “atraentes aos olhos dos compradores”.

Home Staging: Irmãos à obra à brasileira

E os resultados ficam incríveis!

Mas como fazer essa intervenção sem ser muito oneroso?

Primeiramente, é preciso pôr na ponta do lápis os valores envolvidos: o preço de venda do imóvel no estado atual e o valor após a intervenção de home staging.

O investimento total não deve passar de 5% do valor do imóvel, e sua valorização deve ficar em torno de 10 a 15%.

Quais as modalidades?

Se você já mora no imóvel e quer fotografar os ambientes para divulgar num site de vendas: pode contratar apenas a consultoria, em que o designer de interiores vai elencar quais são as modificações possíveis em termos de organização, cores, objetos e iluminação, para criar um clima mais atraente e aconchegante.

O primeiro aspecto que o profissional vai apontar é a remoção de itens pessoais do ambiente: retirar porta-retratos, ímãs de geladeira, flâmulas e canecos de time de futebol etc.

Objetos empilhados, caixas de papelão, boletos e chaves sobre o aparador, paredes sujas: nada disso pode aparecer nas fotos.

Mas isso qualquer um pode fazer, você diria… Sim, mas depois vem o toque da decoração: uma nova pintura, combinação de cores, almofadas limpas e bem posicionadas, pintura dos armários, iluminação na temperatura de cor correta, dentre outros.

Aí entra a expertise do profissional.

Na consultoria, o profissional vai dizer a você o que deve ser feito: como consertar aquela parede mofada (Não basta pintar!), como fazer o ambiente parecer maior com recursos visuais, como criar sensação de conforto com tapetes, cortinas e plantas.

Lembre-se: você está criando um cenário (staging), que é um recurso de marketing para valorizar seu imóvel.

Além da consultoria, o profissional pode fazer um projeto (layout e 3D) para seu imóvel, especialmente quando o objetivo seja locação particular para temporada ou tipo Air BNB.

Mais uma vez, nada de itens pessoais, coleções, objetos que acumulem muito pó, afinal, a manutenção e a limpeza devem ser práticas.

Outra aplicação da consultoria do profissional em home staging é para investidores que compram, reformam e vendem, ou constroem para vender: soluções que podem atrair o olhar e o interesse do cliente.

Isso é tão impactante, que as construtoras sempre montam um apartamento decorado para que o comprador tenha ideia de como poderá ser seu futuro lar, afinal o comprador deseja um lar e não um conjunto de pisos e paredes frias e impessoais.

Irmãos à obra à brasileira – veja um exemplo:

Irmãos à obra à moda brasileira

Relação custo/benefício: pense nisso.

Se você pensar que home staging é custo, então nem contrate, e aguarde o longo tempo de espera para efetuar a venda, que pode levar até dois anos!

Serão dois anos de imóvel parado, com custos de IPTU e taxa de condomínio, no mínimo.

Se com o investimento em home staging, o imóvel for vendido em seis meses, houve a economia de um ano e meio sem ter que pagar essas despesas.

É por isso que os cálculos podem provar que se trata de relação custo/benefício e não meramente custo.

Além disso, ao contratar um designer de interiores, esclareça qual é a sua reserva de orçamento (alguns chamam de “budget”).

A partir disso, o profissional buscará as melhores soluções dentro dos seus limites financeiros.

“Ah, mas meu imóvel está excelente: paredes limpas, piso conservado… Em que o especialista em home staging pode me ajudar?”

Simples: na produção para as fotos. Ele vai saber o que fica melhor numa foto, como os objetos combinam entre si, como tirar proveito da iluminação. Uma visita para a produção do ambiente e sessão fotográfica, nesse caso, já é suficiente.

De qualquer maneira, é sempre bom ter uma análise do especialista: certa vez, estive num apartamento que estava impecável: tudo muito limpo e organizado, mas… perdido lá na década de 90.

Cuidado com as cores desatualizadas, móveis escuros e iluminação insuficiente.

Isso, por si só, já prejudicava a venda. O serviço de home staging promove uma atualização no estilo, trazendo o imóvel para o tempo presente.

Às vezes, durante a consultoria, o profissional pode notar alguns aspectos técnicos importantes que precisam ser atualizados, como elétrica e hidráulica, por exemplo.

Como cada caso é um caso, é somente durante a avaliação que as necessidades serão levantadas.

E lembre-se: home staging é, acima de tudo, um investimento.

Leia também 7 filmes ensinam sobre finanças

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here