Pela primeira vez no Rio de Janeiroo poeta JESSIER QUIRINOfaz a estreia nacional de seu novo recital“DOIDOS DE JUÍZO”na Sala Municipal Baden Powell em única apresentação no dia 26 de julho as 18h.

Jessier Quirino faz a estreia nacional de “DOIDOS DE JUÍZO”. O produtor João Luiz Azevedo orgulhosamente apresenta, pela primeira vez no Rio de Janeiro, o poeta, músico, arquiteto, declamador e contador de causos, o paraibano de Campina Grande  JESSIER QUIRINO que diz, não se considerar um estudioso, apenas um “prestador de atenção” em seu novo recital DOIDOS DE JUÍZO, em única apresentação, na Sala Municipal Baden Powell (Av. Nossa Senhora de Copacabana 360 – Copacabana – Tel. 21-997310933), no dia 26 de julho/2019, sexta feira as 18h, com ingressos a R$ 40,00 / R$ 20,00 ( para estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos).

Arquiteto por profissão, poeta por vocação e matuto por convicção, como ele mesmo se define, vive subindo nos palcos de todo país, para apresentar sua poesia declamada e os causos matutos.

– “Eu sou um prestador de atenção. Observo as coisas com olhos e faro de rastreador e vou escolhendo palavras para colocar na minha poesia, nos meus escritos — gosta de dizer, acrescentando que o a sua vida artística começou cedo”.

Jessier Quirino faz a estreia nacional de “DOIDOS DE JUÍZO”

– “Costumo dizer que, pra essas coisas das artes, sou eu e a torre de Pisa: sempre tive inclinação.

Tirando as várias modalidades de desenho, que estudei até minha graduação em arquitetura, nunca tive nenhuma formação em artes.

A poesia, a música, a literatura, a força cênica, tudo isto, veio aos poucos-pouquinhos e pelas beiras como quem come papa quente.   

Jessier Quirino faz a estreia nacional de “DOIDOS DE JUÍZO”

Desde rapazote fazia isso muito à vontade, sempre imprimindo minha marca pessoal, ou seja, declamava com uma manteiguinha a mais.

Era a arma que eu usava para me impor diante dos colegas, aliviando toneladas de timidez.”

Se praticar doidice é fazer arte, Jessier Quirino sabe, como poucos, recolher os mais bem apanhados temas para sua poesia urbana e sertaneja, misturar com histórias da pontinha da unha, e emocionar a plateia.

“DOIDOS DE JUÍZO” é um mergulho em verso e prosa com tiradas engraçadíssimas, apresentadas em formato solo, assim definidas pelo poeta:

“Meu contente é um contente de observação do universo popular que é autêntico e sem-vergonha que só raposa criada em casa. É um contente palpável, vivo e hilariante.”

Jessier Quirino faz a estreia nacional de “DOIDOS DE JUÍZO”

Assim ou quase assim é a versão teatral do espetáculo que Quirino traz para o Rio de Janeiro, no próximo dia 26 de julho na Sala Municipal Baden Powell, em Copacabana.

Como é a primeira vez que Quirino se apresentará no Rio, certamente irá inserir os seus clássicos “Matuto no Cinema”, “Paisagem de Interior”, “Trem da Greatwest”, “Vou-me Embora pro Passado, etc

Trem da Greatwest” no Programa Sr Brasil com Rolando Boldrin: https://www.youtube.com/watch?v=-q3_MyQ-s5o

O Matuto no Cinema”: https://www.youtube.com/watch?v=4gktzR5xlfs

Paisagem do Interior”: https://www.youtube.com/watch?v=i1Snqk3BM7M

Vou-me Embora pro Passado”: https://www.youtube.com/watch?v=nGGqH9OS1IU

O POETA

Jessier Quirino, 65 anos, é paraibano de Campina Grande, um arquiteto que se fez poeta, e é hoje um dos nomes festejados no meio artístico nacional.

Além da obra publicada em livros, CDs e DVD, expõe sua arte (nas cancelas abertas da Internet), em programas de mídia nacional já veiculados como: Sr. Brasil (com Rolando Boldrin), Programa do Jô, Ensaio (com Fernando Faro), Fantástico, entre outros.

Atualmente é colunista da Rádio CBN Paraíba e mantém um canal próprio no YouTube.

Seu canal no youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCyGoUKuDuh4rVNAH1WYxIEw

Em sua incursão editorial, publicou, pelas Edições Bagaço, uma dezena de livros entre os quais: Paisagem de Interior; Agruras da Lata D`água; Prosa Morena; Bandeira Nordestina; Berro Novo; Papel de Bodega; CDs, DVD, e mais recentemente, o livro Galos de Campina em parceria com Braulio Tavares.

Em outra vertente artística, encarnando o personagem Euclydes Villar, fez parte do elenco da microssérie “A Pedra do Reino”, veiculada pela Rede Globo.

Assim, preenchendo uma lacuna deixada pelos grandes menestréis do pensamento popular nordestino, o poeta tem chamado a atenção do distinto público, e, numa performance de pouco mais de uma hora de duração, faz hoje um dos mais belos recitais do gênero.

Pra fechar o firo, confessa ser doido, doidinho pelo prato galinha torrada com arroz de festa: “Gosto tanto de galinha que vejo a hora me transformar em raposa.”

E quem for doido perca o tal recital

No dia 28 de julho, domingo as 19h, Jessier Quirino apresentará o espetáculo “Paisagem de Interior” no Sesc de Teresópolis, no encerramento do Festival de Inverno da região serrana.

Pagina do Facebook do artista: https://www.facebook.com/JessierQuirinoOficial

site oficial do artista: www.jessierquirino.com.br

DOIDOS DE JUÍZO

Texto, direção e interpretação: Jessier Quirino

Produção Local, Assessoria de Imprensa e Marketing: João Luiz Azevedo.

Sala Municipal Baden Powell

Av. Nossa Senhora de Copacabana 360 – Copacabana

Classificação Livre.

Tempo de Duração: 80 min.

Capacidade do Local: 469 lugares.

Dia 26 de Julho/2019

Sexta feira 18h

Preço dos Ingressos: R$ 40,00 / R$ 20,00 (estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos)

Leia também RIOTUR responsável pelo Reveillon e Carnaval do Rio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here