Jorge Aragão chega a São Paulo.  O consagrado sambista carioca celebra 70 anos de vida com um show repleto de sucessos e participação da Escola de Samba Rosas de Ouro

Nada melhor do que celebrar momentos importantes em nossas vidas.

E é exatamente isso que Jorge Aragão, um dos maiores nomes da história do nosso samba, está fazendo atualmente.

Ele festeja seus muito bem-vividos 70 anos de idade com uma turnê, intitulada Jorge 70, que chega a São Paulo no dia 1º de fevereiro de 2020 (sábado) às 22h no Tom Brasil.

Lógico que uma efeméride dessas não poderia passar em branco, e o cantor, compositor e músico carioca resolveu fazer isso com um show ainda mais caprichado do que os que costuma fazer, como forma de partilhar essa alegria com seus inúmeros e fiéis fãs.

Teremos no set list, por exemplo, “A Possibilidade”, parceria de Jorge com Xande de Pilares, ex-integrante da banda Revelação e um dos craques do samba atual. Trata-se da primeira música inédita lançada pelo artista após 12 anos, e com ótima aceitação.

Outro destaque ficará por conta da participação especial da Escola de Samba Rosas de Ouro, de São Paulo, forma de ressaltar a ligação do artista com as agremiações carnavalescas. E outras surpresas poderão rolar, para animar ainda mais essa festança.

Além dessas cerejas em um bolo incrível, teremos um desfile dos maiores sucessos de Jorge, indo desde o primeiro, “Malandro”, composição de sua autoria lançada em gravação de Elza Soares em 1976, e passando por diversos outros clássicos da nossa música.

Jorge Aragão chega a São Paulo

Jorge Aragão chega a São Paulo

Entre outras, estão programadas “Vou Festejar”, “Coisinha do Pai”, “Enredo do Meu Samba”, “Moleque Atrevido”, “Lucidez” e sua incrível versão instrumental, no cavaquinho, da erudita “Ave Maria”.

O artista vibra com esse momento lindo em sua trajetória profissional:

“Estou me sentindo ótimo, como se estivesse começando a vida, começando a minha carreira.

Só que agora com um olhar mais profissional, com ideias mais claras do que eu represento e de qual é o meu papel na música, especialmente no samba”.

Biografia

Nascido no Rio de Janeiro em 1º de março de 1949, Jorge Aragão aprendeu a tocar violão de ouvido, aos 11 anos, bem antes de se dedicar exclusivamente à música.

Ele foi corneteiro no quartel, representante comercial de calçados, carregador, técnico de ar-condicionado e cronometrista de corrida de motocicletas.

Nos anos 1970, antes de ser o sambista genial que conhecemos hoje, Aragão foi guitarrista de bandas de baile e fã dos americanos Jimi Hendrix e Wes Montgomery.

Em 1976, tornou-se conhecido nacionalmente como o autor de “Malandro”, que estourou na voz de Elza Soares.

Na mesma época, passou a frequentar a roda de samba do Cacique de Ramos, e por lá fez parte da criação de um novo e revolucionário time do samba.

Era o Grupo Fundo de Quintal, que participou de gravações de Beth Carvalho (madrinha do grupo) nas quais composições de Jorge como “Vou Festejar” e “Coisinha do Pai” foram registradas e se tornaram estrondosos sucessos nacionais, no fim da década de 1970.

Em 1980, sai o primeiro álbum do grupo, “Samba é no Fundo de Quintal”, com ótima repercussão.

Pouco depois, Jorge Aragão opta por se dedicar à carreira-solo, que em termos discográficos teve início em 1981 com o álbum que leva seu nome como título.

A partir daí, lançou novos discos e aos poucos foi se firmando como intérprete, além de ter músicas gravadas por outros cantores, entre os quais as já citadas Elza Soares e Beth Carvalho e também Sandra de Sá, Ney Matogrosso, Alcione, Leci Brandão, Dona Ivone Lara, Emílio Santiago, Exaltasamba e inúmeros outros nomes da nossa música.

Pérolas como “Enredo do Meu Samba”, “Eu e Você Sempre”, “Moleque Atrevido” e “Lucidez” invadiram as paradas de sucesso. Seus discos foram aos poucos conquistando marcas cada vez melhores.

O estouro mesmo veio com “Jorge Aragão Ao Vivo” (1999), que o impulsionou rumo ao estrelato pop, com direito a shows lotados pelo Brasil afora, um enorme número de cópias vendidas de seus discos e aparições constantes em programas de TV, rádio e na mídia impressa.

Desde então, além de se manter sempre ativo nesses últimos 20 anos, ele também conquistou alguns marcos bem bacanas.

Um deles foi o lançamento do badalado DVD “Coisa de Jorge” (2007), gravado ao vivo por ele ao lado de Jorge Ben Jor, Jorge Mautner e Jorge Vercillo.

O auge veio com o luxuoso projeto “Sambabook Jorge Aragão”, lançado em 2016 em um pacote envolvendo DVD e CDs com participações especiais de craques da nossa música, livro de partituras e uma caprichada biografia.

E podem esperar, que vem mais coisa boa por aí. O mestre continua com fome de bola, de música e de samba!

SERVIÇO:

Local: Tom Brasil

Rua Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antônio

Datas e horários: 01/02/2020 – 22hs

Horário de abertura da casa: 2h antes do espetáculo  

Censura: 16 anos

 Bilheteria

 Preços

Camarote – 1° Lote

 R$      179,00

Frisa

 R$      159,00

Cadeira Alta

 R$      119,00

Setor Vip – 1° Lote

 R$      179,00

Setor 01 – 1º Lote

 R$      149,00

Setor 02 – 1° Lote

 R$      109,00

Setor 03 – 1° Lote

 R$      79,00

Vendas Internet: https://www.sympla.com.br/Informações e compra de ingressos:

# BILHETERIAS – Rua Bragança Paulista, 1281 / Chácara Santo Antônio

(Horário de atendimento: segunda a sábado, das 10h às 20h e domingos e feriados, das 10h às 18h)

* Em dias de espetáculo a bilheteria terá seu horário estendido em 30 minutos após o início do show, ou o quanto for necessário.

(Formas de Pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Credicard, Diners);

# COMPRA PELA INTERNET

www.grupotombrasil.com.br 

(Formas de Pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Credicard, Diners);

Compra em ponto-de-venda: 15% do valor do ingresso

Entrega em domicílio Grande São Paulo: R$ 15,00

Entrega em domicílio São Paulo Capital: R$ 10,00

Retirada na bilheteria: R$ 5,00

Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. 

Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei.

Capacidade: 1.800 

Ar Condicionado

Estacionamento: Hot Valet (com manobrista)

Aceitamos dinheiro e cartões de débito e crédito (Visa, Mastercard, Credicard e Diners) Não aceitamos cheques

Acesso para deficientes físicos

Leia ainda: Saulo Meneghetti muda visual para novo trabalho

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here