Popularização do Programa Espacial Brasileiro. Projeto Alcântara nas escolas públicas e projetos sociais tem como objetivo estimular jovens para trabalhar para NASA 

O campeão mundial muay-thai Moises Gibi, através da Associação Gibi Thai, inaugurou recentemente o COMPLEXO #9, embaixo do viaduto da Bela Vista, na cidade de São Paulo.

Estiveram presentes no evento, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, a escritora e jornalista Miriam Rezende Gonçalves e a empresária Katia Nogueira.

Na ocasião, eles estabeleceram uma parceria em fundar uma biblioteca dentro do espaço Complexo 9, a fim de agregar ainda mais às atividades inclusivas que serão realizadas pelo espaço, junto aos jovens de baixa renda.

O projeto do atleta Gibi, trata-se de uma nova forma de aproveitamento do espaço urbano.

Popularização do Programa Espacial Brasileiro

Popularização do Programa Espacial Brasileiro

E desde o início do ano, o projeto já está com as atividades a todo vapor englobando esporte, cultura, lazer e entretenimento aliados à arte, sustentabilidade e cidadania.

Também contará com uma programação ainda mais especial para esta data, marcando a abertura para a comunidade.

A empresária paulistana, Katia Nogueira irá realizar a doação e entrega dos 25 livros sobre a história dos “Heróis de Alcântara “ e estes serão incluídos no Complexo 9, com o objetivo de revolucionar a educação do nosso país.

Popularização do Programa Espacial Brasileiro

Um outro projeto, o CEEB no interior do estado do Maranhão, que atende cerca 560 crianças, também inseriu os livros como parte do currículo permanente, nas disciplinas de Literatura, História e também de Física no 9o. Ano do Ensino Fundamental.

Abraçamos o desafio de estimular jovens a ingressarem na carreira astronáutica e consequentemente, popularizar o Programa Espacial Brasileiro” – explicou a escritora mineira Miriam Rezende Gonçalves, autora da primeira publicação sobre o tema no país – “Alcântara, a história inspirada na História.”

Leia também “Alcântara” é a história inspirada na história

SOBRE O LIVRO “ALCÂNTARA”

“ALCÂNTARA” É A HISTÓRIA INSPIRADA NA HISTÓRIA

Natália, 35 anos, astrofísica brasileira, especialista em engenharia aeroespacial, residente em Berlim, volta à terra natal disposta a descobrir a verdade sobre o trágico destino de seu pai, João Marcos de Almeida, engenheiro mecânico, morto na explosão da base de lançamento de foguetes de Alcântara, em 2003.

Ela se recusa a aceitar o resultado final da investigação militar, que fez com que o caso fosse arquivado por segurança nacional, alegando-se suspeitas de falha humana.

Natália também tenta fazer justiça e provar que sabotagem e negligência podem ter sido as verdadeiras causas do acidente.

Após ser selecionada para coordenar um programa de intercâmbio da Universidade Internacional do Espaço, uma parceria entre Brasil e Alemanha, ela embarca de volta ao Brasil trazendo consigo dois desejos: um, evidente, de tornar-se uma especialista experiente em projetos aeroespaciais para alavancar o programa espacial brasileiro; outro, inconfesso, de descobrir a verdade sobre a morte misteriosa de seu pai.

Em uma arriscada jornada, recheada de romance, aventura e suspense, Natália tenta montar as peças desse perigoso e letal quebra-cabeça.

“Quando nos deparamos com uma paisagem deslumbrante, é comum o comentário: “parece um quadro”. Quando observamos uma pintura que reproduz com fidelidade a exuberância da natureza, é usual a observação: “parece de verdade”.

Convivemos com situações inimagináveis no cotidiano, que nos remetem à ficção. No entanto, por mais criativa que seja uma produção fantasiosa, nada é mais surpreendente que a realidade.

É juntando esses universos que Miriam Rezende Gonçalves nos leva a uma viagem, em clima de suspense, em torno deste acidente que traumatizou o Brasil.

Fruto de um obsessivo e árduo trabalho de pesquisa de quase duas décadas, “Alcântara” (que em árabe significa ponte), mais do que liga realidade e fantasia.

Esta excitante jornada renova a convicção de que há mais coisas entre a Estratosfera e a Terra do que imagina a nossa vã filosofia.”
– Luiz Erlanger, Jornalista e Escritor

Alcântara traz na sua essência parte da História do Brasil. Quis o destino que também fosse o portal do futuro do desenvolvimento tecnológico do nosso país. Uma verdadeira ponte entre o passado e o futuro“.

– Marcos Pontes, Coronel da Força Aérea Brasileira, Astronauta, Palestrante e atual Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here